Apesar da pandemia, Honda Motos registra crescimento de 24% em 2021 no Brasil

Compartilhar

A Honda Motos anunciou que fechou o ano de 2021 com crescimento de 24% no volume total de motocicletas emplacadas, apesar da pandemia e um cenário desafiador para os negócios. Foram mais de 882 mil unidades entre janeiro e dezembro do último ano, ante 711 mil, no mesmo período de 2020.

De acordo com a empresa, a produção também acompanhou a tendência e cresceu 23%, com cerca de 933 mil unidades que saíram da linha de produção em Manaus (AM).

Os dados do último ano superam os patamares de vendas e produção de 2019, período pré-pandemia, quando foram emplacadas cerca de 853 mil unidades e produzidas 909 mil.

Além disso, a Honda Motos mantém a posição de liderança absoluta no mercado nacional com cerca de 76% de participação (dados da Fenabrave) e os bons resultados são consequência do crescimento na demanda pela motocicleta, em função do aquecimento do setor de entregas, a busca por modais de transporte individuais e ainda pela procura por uma opção de mobilidade mais econômica, sobretudo em relação ao consumo de combustível.

Um dos principais destaques da empresa é o segmento de scooters, que cresceu 39% no último ano, atingindo um recorde histórico, com mais de 104 mil unidades emplacadas. A Honda Motos também lidera as vendas dessa categoria, com cerca de 60% do segmento, graças a um line-up diversificado, que atende aos diversos perfis de clientes. A Elite 125 é o modelo com maior crescimento, cerca de 55% no último ano, e junto com a PCX, está no topo dos modelos mais vendidos da categoria.

CG 160, a moto mais vendida

Em termos de emplacamentos, o principal destaque no período foi a linha CG 160, que registrou 314 mil unidades, ou seja, 35% do total de vendas da Honda em 2021. O modelo, que completou 45 anos no mercado brasileiro, teve o seu design atualizado, mais moderno e esportivo, além de novas cores. Ao lado da NXR Bros 160, líder de vendas no segmento trail, desponta no ranking dos modelos mais vendidos da Honda.

honda cg 160 2022

No segmento de alta cilindrada, a empresa registrou um avanço de 18% nos emplacamentos, número que reflete a estratégia da marca na constante atualização do seu line-up.

Exemplo disso são os importantes lançamentos feitos no último ano, como a CBR 1000RR-R Fireblade SP, que traz toda potência e tecnologia para uma superesportiva totalmente nova, além da nova geração da CRF 1100L Africa Twin, modelo que chega ao mercado mais potente, com muita tecnologia embarcada e o diferencial da transmissão automatizada de dupla embreagem, DCT, que só a Honda oferece.

No pilar produtivo, destaque para a inauguração da nova Fábrica de Motores, na unidade de Manaus, além da modernização de uma das linhas de montagem de motocicletas. Com isso, a Honda conclui uma etapa importante do plano de investimento de R$ 500 milhões, anunciado em 2019, destinado à modernização da unidade, com o objetivo de tornar a empresa referência em eficiência produtiva.

“O ano de 2021 foi um período de adaptação constante, e ainda temos desafios a serem superados, mas os resultados positivos demonstram o quanto a motocicleta tem sido importante para o brasileiro e como o veículo ajuda a democratizar a mobilidade em todas as regiões do país. Como uma marca em constante evolução, apresentamos importantes novidades no nosso line-up e vamos continuar trabalhando, junto com a rede de concessionárias e fornecedores, para promover experiências únicas e conquistarmos, ainda mais, os clientes.”, afirma Alexandre Cury, Diretor Comercial da Honda Motos.

Perspectivas para 2022

Para 2022, apesar das incertezas do cenário econômico e da evolução da pandemia, a Honda projeta um crescimento de, aproximadamente, 10% em relação ao último ano. A empresa segue acreditando na relevância da motocicleta para o Brasil e na visão de longo prazo do mercado nacional.

Para manter sua posição de líder absoluta, a marca seguirá atuando com investimentos contínuos no fortalecimento do line-up. Alguns lançamentos importantes já foram anunciados, como as novas CB 1000R, X-ADV e NC 750X, que chegará em duas versões: transmissão convencional e DCT.

Além dos lançamentos já confirmados, a Honda deve ainda apresentar diversas novidades, mas faz suspense e não diz quais modelos serão lançados no Brasil.

honda cb 1000r 2022

Enfim, para mais informações, acesse o site https://www.honda.com.br/motos.

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo created by DesignEvo logo maker