Ducati lança Panigale V4 SP2 na Europa: superesportiva definitiva para as pistas

Compartilhar

A Ducati lançou na Europa a nova Panigale V4 SP2, sua superesportiva definitiva para as pistas, que chega com rodas de fibra de carbono, pinças de freio Brembo Stylema R, cilindro mestre radial MCS e embreagem seca, entre outros.

De acordo com a marca, a Panigale V4 SP2 é o modelo topo de gama das motos superesportivas Ducati, projetada para experimentar plenamente a paixão por andar na pista. É uma moto especial em uma série numerada, com pintura exclusiva “Winter test” baseada nos modelos de testes do WorldSBK e uma série de detalhes em fibra de carbono.

Além disso, a moto também é entregue com um kit para uso em pista, que inclui tampas de alumínio para remoção de retrovisores, kit para remoção do suporte da placa e tampa da embreagem de carbono aberta.

A Panigale V4 SP2 se destaca dos outros modelos pela pintura “Winter test”, que combina preto fosco das carenagens com acabamento em carbono fosco das rodas e para-lamas, contrastando com os detalhes em vermelho vivo e o brilho do tanque de alumínio escovado exposto.

ducati panigale v4 sp2

Por fim, a mesa de direção é usinada a partir de uma peça sólida e mostra o número progressivo da motocicleta, tornando cada modelo único.

Motor e câmbio

O motor da Panigale V4 SP2 é o Desmosedici Stradale de 1.103 cm³ derivado da MotoGP, que ganhou várias atualizações e ficou mais potente, além de ser compatível com EURO5.

O novo motor foi atualizado no circuito de lubrificação e está acoplado a uma nova bomba de óleo que reduz a absorção de potência. O aumento do diâmetro das saídas do silenciador permite reduzir a contrapressão do escapamento e, consequentemente, aumentar o desempenho do motor.

Com essas mudanças, o motor da Panigale V4 SP2 é capaz de gerar até 215,5 CV de potência máxima a 13.000 rpm, um aumento de 1,5 CV em relação à versão anterior. O torque é de 123,6 Nm (12,6 kgm) a 9.500 rpm, com 80% já disponível a 6.000 rpm.

Além disso, a Ducati desenvolveu curvas de torque dedicadas de marcha a marcha e quatro modos de potência diferentes (Full, High, Medium, Low). As configurações Full e Low foram desenvolvidas recentemente, enquanto as configurações High e Medium usam uma nova estratégia.

Por fim, a Panigale V4 SP2 chega com a caixa de câmbio “orientada para as pistas” já apresentada na Panigale V4 2022, mas adiciona a transmissão final mais leve com corrente 520 e a embreagem seca STM-EVO SBK. Esta embreagem garante uma função anti-salto mais eficaz no uso extremo da moto na pista.

Chassi

A Panigale V4 SP2 possui uma suspensão dianteira com garfo pressurizado Öhlins NPX 25/30 controlado eletronicamente, amortecedor traseiro Öhlins TTX36, amortecedor de direção Öhlins e rodas de fibra de carbono de 5 raios. Essas rodas são 1,4 kg mais leve que as forjadas em alumínio da Panigale V4 S.

ducati panigale v4 sp2

Além disso, ela também está equipada com pinças de freio dianteiras exclusivas Brembo Stylema R, que garantem alta potência de frenagem combinada com excepcional consistência de desempenho. As pinças são operadas por uma bomba radial Brembo MCS (Multiple Click System) que permite ajustar a distância entre eixos de forma rápida e fácil em três configurações para personalizar a sensação de frenagem.

Outro elemento que caracteriza a Panigale V4 SP2 é o equipamento com pedaleiras Rizoma em alumínio anodizado com proteções de calcanhar em fibra de carbono. Eles são totalmente ajustáveis e maximizam a distância ao solo para um uso mais eficaz na pista.

Conclusão

A Panigale V4 SP2 é equipada com pacote eletrônico de última geração baseado no uso de uma plataforma inercial de 6 eixos. Além disso, possui um painel aprimorado, cujos parâmetros de operação estão vinculados por padrão aos 4 modos de pilotagem (Race A, Race B, Sport, Street).

Todos os parâmetros eletrônicos da moto podem ser claramente visualizados graças ao painel e ao modo de exibição “Track Evo”, derivado do usado na MotoGP.

Além disso, nesta versão ‘SP2’, o módulo GPS é padrão, permitindo assim a ativação da função automática Lap Time, que fornece instantaneamente a indicação de dois parciais da pista em que você está rodando.

Finalmente, graças ao Ducati Data Analyzer, padrão na Panigale V4 SP2, é possível realizar uma análise aprofundada de todos os dados de desempenho.

A nova Panigale V4 SP2 está disponível na configuração monoposto na pintura “Winter Test” a partir de março de 2022. Não há previsão para o Brasil.

Para mais informações sobre a Ducati Brasil, acesse https://www.ducati.com/br/pt/home.

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Logo created by DesignEvo logo maker