MotoGP | Dovizioso corre pela Petronas Yamaha SRT já neste fim de semana

Compartilhar

Andrea Dovizioso é piloto da Yamaha satélite confirmado para 2022 (que receberá novo nome), mas já corre pela Petronas Yamaha SRT neste fim de semana, em Misano.

O italiano irá pilotar pela equipe nas corridas restantes da temporada 2021, substituindo seu conterrâneo, Franco Morbidelli, que foi promovido e agora é piloto da equipe de fábrica, ao lado de Fabio Quartararo.

O outro piloto que correrá ao lado de Dovizioso em 2022 ainda não está definido, já que Valentino Rossi anunciou sua aposentadoria ao final da temporada 2021.

Além disso, foi confirmado que na temporada 2022, ele correrá com a moto com especificações de fábrica, ou seja, a mesma que será utilizada por Morbidelli e Quartararo.

Razlan Razali: “Estamos absolutamente entusiasmados com a decisão coletiva entre a Yamaha e a Petronas Yamaha SRT em receber Andrea Dovizioso a partir desta corrida até ao final do ano. É claro que ele é um piloto extremamente talentoso e muito conceituado e estamos entusiasmados por o ver de volta ao paddock da MotoGP depois do seu ano sabático e a usar as nossas cores. Estamos muito satisfeitos com a escalação de Dovi ao lado de Valentino e por termos dois heróis da corrida em casa em Misano este fim de semana.”

“Claro, isso é possível porque Franky está se mudando para a equipe de fábrica ao lado de seu antigo companheiro de equipe Fábio, e estamos absolutamente encantados e animados por ele. Ele teve um desempenho notável para nós, especialmente no ano passado como vice-campeão, e esta progressão é exatamente o objetivo de uma equipe independente – desenvolver pilotos para a equipe de fábrica e ajudá-los a ter o melhor desempenho possível. Pela primeira vez, a formação da equipa de fábrica da Yamaha é composta por dois pilotos que se formaram na nossa equipe e estamos excepcionalmente orgulhosos disso. Para mim, este é um sinal claro da colaboração mais forte e profunda entre nós e a Yamaha. Estamos sempre prontos para apoiar a fábrica e acho que com essa solução e flexibilidade todos vemos um benefício claro, por isso estamos muito satisfeitos e, claro, agradeço sinceramente a Franky por todo o seu trabalho árduo e desejo a ele tudo de bom.”

dovizioso petronas yamaha srt

Andrea Dovizioso: “Embora não esperasse estar de volta à MotoGP assim, nunca fechei a porta e é bom estar aqui com a Yamaha e a Petronas Yamaha SRT. Queria experimentar uma nova situação e estou muito feliz por estar de volta. Vai ser interessante estar em uma moto completamente diferente da que eu usei antes e estou ansioso pela experiência. Visitei a equipe em Aragão e parecia que estávamos de novo em 2012 e sentar-me na moto Yamaha foi igualmente bom. Foi muito bom sentar-se na moto pela primeira vez e fazer os ajustes iniciais, de modo que já estamos um passo à frente do FP1 aqui em Misano. Preciso entrar na pista para entender os detalhes e teria sido melhor fazer um teste antes de entrar na corrida, mas começo sem pressão e será ótimo ir em Misano para as últimas cinco corridas da temporada.”

“Correr com a Yamaha sempre foi o meu sonho e é por isso que quando surgiu a oportunidade não pensei duas vezes, embora saiba que vai ser um desafio difícil para mim. Tenho muito que aprender pela frente: uma nova moto, uma nova equipe, um novo sistema de trabalho. É um grande desafio que começa em Misano, meu GP em casa. Isso o torna ainda mais emocionante. Mal posso esperar para embarcar na M1!”

Lin Jarvis: “Estamos muito contentes por uma estrela e talento da MotoGP como Andrea se juntar à Yamaha. Damos-lhe as boas-vindas ao grupo Yamaha MotoGP como um membro muito importante do nosso programa da MotoGP. Encontramo-nos em circunstâncias sem precedentes este ano que resultaram em problemas totalmente inesperados com os pilotos para ambas as equipes Yamaha. Vivemos alguns acontecimentos imprevistos e infelizes, mas temos conseguido transformar os problemas em novas oportunidades.”

“O Andrea esteve afastado da MotoGP por um curto período sabático, mas estamos certos que um piloto do seu calibre irá em breve recuperar a sua velocidade. Estamos realmente ansiosos para trabalhar com ele como um membro da equipe satélite da Yamaha e iremos apoiá-lo de todas as maneiras que pudermos.”

Enfim, a MotoGP retorna no dia 19 de setembro, com o GP de San Marino e da Riviera di Rimini, em Misano. No Brasil, a transmissão acontece ao vivo nos canais FoxSports (que agora faz parte do grupo ESPN e que também pode ser assistido por streaming, através serviço Star+).

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo created by DesignEvo logo maker