MotoGP | Bagnaia vence o GP da Malásia e coloca uma mão e meia no título; Quartararo é 3º e ainda sonha

Compartilhar

Francesco Bagnaia, piloto da Ducati Lenovo Team na MotoGP, venceu o GP da Malásia, neste domingo, após uma espetacular largada e uma luta com seu futuro companheiro de equipe, Enea Bastianini (Gresini Racing), e ‘colocou uma mão e meia no título’, com apenas uma corrida para o fim da temporada.

Seu rival Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP), também fez uma ótima largada, terminou em terceiro e ainda sonha com o título já que, matematicamente, ainda tem chance, apesar de ser muito difícil.

O início foi frenético, com Bagnaia pulando da posição 9 no grid para a segunda colocação já na primeira curva. Quartararo também fez algo similar, saindo da posição 12 e assumindo o quinto lugar na primeira volta.

O piloto da Ducati tentou seguir o líder e pole position Jorge Martin (Prima Pramac Racing), mas viu que o ritmo do espanhol era muito forte e decidiu reduzir um pouco. Martin arriscava demais e acabou caindo, deixando a liderança da prova para Bagnaia.

Com isso, o italiano conseguiu imprimir seu ritmo, mas tinha um rival muito forte que o seguia de muito perto, seu futuro companheiro de equipe, Bastianini. O piloto da Gresini, apesar de respeitar o piloto da Ducati oficial, não demorou muito para colocar por dentro e assumir a liderança da prova. Mas ele não conseguiu abrir e, com isso, faltando algumas voltas para o fim, Bagnaia retomou a liderança para cruzar a linha de chegada em primeiro, anotando mais uma vitória na temporada e levando uma vantagem enorme à Valência, onde acontece a última corrida da temporada 2022.

Em determinado momento da corrida, ele teve a possibilidade de se sagrar campeão, pois Marco Bezzecchi (Mooney VR46 Racing Team Ducati), chegou ameaçar a posição de Quartararo, e se o ultrapassasse, ajudaria Bagnaia a sair com o título da Malásia, mas perdeu rendimento no fim, e terminou em quarto.

quartararo yamaha motogp

Quartararo não desistiu, deu tudo o que pôde, até conseguiu chegar ‘perto’ de Bastianini, mas terminou em terceiro, e ficou a 23 pontos de Bagnaia, com uma pequeníssima possibilidade de levar o título em Valência. A situação dele é a seguinte: precisa vencer e Bagnaia não pode chegar em 14º ou melhor.

Então, a menos que aconteça um ‘desastre’ na última corrida, Bagnaia será o campeão do mundo de 2022, dando o título tão esperado à Ducati.

Enfim, a corrida na Malásia, apesar de não ter tido muitas disputas e trocas de posições na pista, foi tensa, já que, qualquer erro de Bagnaia e Quartararo, poderia decidir o título.

Agora, o circo da MotoGP faz as malas e parte para a Espanha. Última parada: GP da Comunidade Valenciana.

Veja a classificação do campeonato após a corrida em Sepang:

PosiçãoPilotoMotoPontos
1Francesco BagnaiaDucati258
2Fabio QuartararoYamaha235
3Aleix EspargaroAprilia212
4Enea BastianiniDucati211
5Jack MillerDucati189
6Brad BinderKTM168
7Johann ZarcoDucati166
8Alex RinsSuzuki148
9Miguel OliveiraKTM138
10Jorge MartinDucati136
11Maverick ViñalesAprilia122
12Marc MarquezHonda113
13Luca MariniDucati111
14Marco BezzecchiDucati106
15Joan MirSuzuki77

A MotoGP retorna no dia 6 de novembro, com o GP da Comunidade Valenciana, no circuito Ricardo Tormo.

No Brasil, a transmissão acontece ao vivo nos canais ESPN e por streaming, através do serviço Star+.

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Logo created by DesignEvo logo maker