Faixa Azul para motos é implantada na Av. dos Bandeirantes, em São Paulo

Compartilhar

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT) por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) da cidade de São Paulo, entregou a Faixa Azul para motos na Avenida dos Bandeirantes, uma das mais importantes vias da capital paulista.

Implantada em ambos os sentidos da via, no trecho compreendido entre a Marginal do Rio Pinheiros e o Viaduto Ministro Aliomar Baleeiro, com extensão aproximada de 8,5 km (totalizando 17km), a nova Faixa Azul busca testar a eficácia em vias arteriais com cruzamentos e travessias de pedestres.

A Av. dos Bandeirantes é uma via arterial, com velocidade máxima limitada a 50 Km/h e volume médio de cerca de 20 mil motos/dia, por sentido.

De acordo com o órgão, nos últimos três anos (2019, 2020 e 2021), foram 103 acidentes com vítimas só na Av. dos Bandeirantes, dos quais 85 envolveram motocicletas, ou seja, 82% dos acidentes registrados naquela via envolveram motos. Desses 85 sinistros, 79 foram colisões da moto com automóveis ou a moto sozinha, gerando sete mortos e 77 feridos. Outras seis ocorrências com a participação de motos foram atropelamentos, ocasionando oito feridos e nenhuma morte.

Já no trecho da Av. Afonso D’Escragnolle Taunay, ocorreram 14 acidentes com vítimas, dos quais dez envolveram motocicletas, ou seja, 71% dos acidentes registrados na avenida envolveram motos. Todos os dez sinistros foram colisões da moto com outros veículos ou a moto sozinha, acarretando três mortos e oito feridos.

Como é a nova Faixa Azul

As avenidas dos Bandeirantes e Afonso D’Escragnolle Taunay estão sinalizadas com o balizamento horizontal branco e azul e placas que indicam o início e o término da Faixa Azul bem como sinalização vertical lembrando os usuários do uso obrigatório da seta e da importância de adotar comportamentos seguros ao se deslocarem.

Para as vias transversais semaforizadas, placas de advertência alertam todos os condutores da existência da Faixa Azul na via em que estão entrando.

faixa exclusiva para motos 23 de maio são paulo

No início da operação, a Faixa Azul estará sinalizada, também, com faixas de vinil e banners orientativos, destacando posturas essenciais para a segurança de todos, como a atenção redobrada aos pedestres, o respeito à velocidade regulamentada e sempre sinalizar antes de mudar de faixa para que a manobra ocorra da forma mais segura possível.

De acordo com a Companhia, a Faixa Azul não é exclusiva para a circulação de motos e seu uso não é obrigatório, mas sim preferencial.

Redução de acidentes e mortes

No início de agosto, a CET divulgou um relatório semestral apontando que a Faixa Azul para motos, instalada na Av. 23 de Maio sentido Aeroporto de Congonhas, estava dando certo, pois não foi registrada nenhuma morte no período e por ter reduzido os acidentes.

De acordo com o órgão, não houve nenhuma morte envolvendo motos, e a redução dos sinistros de trânsito e da lentidão foi de 55,2% no trecho.

A Faixa Azul é um projeto piloto da Companhia para circulação de veículos de duas rodas, e foi implantada entre duas faixas de carros e caminhões, à esquerda da via. Ela busca organizar o viário compartilhado entre os demais veículos e as motos, pacificando e humanizando o trânsito paulistano.

Enfim, este resultado é extremamente positivo para os motociclistas, que agora estão trafegando um pouco mais seguros.

E aí leitor e motociclista, existe aí na sua cidade alguma faixa exclusiva para motos?

fotos: divulgação CET

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Logo created by DesignEvo logo maker