Ducati entra no mundo das motos elétricas e fornecerá modelo para a MotoE em 2023

Compartilhar

A Ducati confirmou que irá fornecer uma moto elétrica esportiva para a MotoE (categoria de motos elétricas da MotoGP), a partir de 2023. Com isso, a empresa italiana entra em definitivo no mundo da eletrificação e já começa a desenvolver um modelo para atender aos requisitos.

O anúncio vem após a categoria informar que o único fornecedor atual de motos elétricas, Energica, deixará o campeonato em 2022. A empresa fornece, desde o início da nova categoria em 2019, a moto elétrica EGO, utilizada inclusive pelo brasileiro Eric Granado, em todos esses anos.

O acordo entre a Ducati e a Dorna Sports é para 4 anos, ou seja, de 2023 a 2026 e, também, será a única fornecedora no período.

A Ducati diz que esse primeiro passo irá influenciar os novos produtos da marca, e que os desafios mais importantes neste campo continuam a ser os do tamanho, peso, autonomia das baterias e disponibilidade de redes de carregamento.

ducati motoe

Além disso, ela diz que “o objetivo é estudar como produzir, assim que a tecnologia permitir, um veículo elétrico Ducati esportivo, leve, emocionante e capaz de satisfazer a todos os entusiastas.”

Claudio Domenicali, CEO da Ducati Motor Holding“Estamos orgulhosos deste acordo porque, como nas primeiras vezes, representa um momento histórico para a nossa empresa. A Ducati está sempre projetada para o futuro e cada vez que entra em um novo mundo, ela faz isso para criar o produto com o melhor desempenho possível. Este acordo chega na hora certa para a Ducati, que há anos estuda a situação dos grupos motopropulsores elétricos, porque nos permitirá fazer experiências em um campo bem conhecido e controlado como o de Competição de corrida. Trabalharemos para colocar à disposição de todos os participantes da FIM Enel MotoE World Cup motos elétricas de alto desempenho e caracterizadas pela leveza. É justamente no peso, elemento fundamental das motos esportivas, que será o maior desafio. A leveza sempre esteve no DNA da Ducati e graças à tecnologia e química das baterias que estão evoluindo rapidamente, estamos convencidos de que podemos obter um excelente resultado. Testamos nossas inovações e nossas soluções tecnológicas futurísticas em circuitos em todo o mundo e, em seguida, disponibilizamos produtos interessantes e desejáveis ​​para Ducatisti. Estou convencido de que, mais uma vez, vamos aproveitar as experiências que tivemos no mundo das competições de corrida para transferi-las e aplicá-las também em motos de produção.”

Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports“Estamos muito orgulhosos de anunciar a Ducati como o novo e único fabricante da FIM Enel MotoE World Cup. Com sua incrível história de corrida, é uma honra receber este compromisso de um dos mais conhecidos fabricantes no paddock e para enfrentar este novo desafio em conjunto. Estamos ansiosos para ver o que o futuro nos reserva e continuar a ver esta tecnologia se desenvolver e crescer, com o paddock de MotoGP e o MotoE a continuarem a impulsionar a inovação e a evolução na indústria do motociclismo – ao mesmo tempo que cria um incrível espetáculo na pista.”

Para mais informações sobre a MotoE e MotoGP, acesse https://www.motogp.com/.

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo created by DesignEvo logo maker