Yamaha MT-125 2020 ganha “cara” da MT-15 e MT-03 na Europa

A Yamaha lançou o modelo 2020 da MT-125 na Europa, que chega com a “cara” da MT-15 (asiática) e MT-03 renovada. Ela é o modelo de entrada na linha MT e possui até 15 cv de potência máxima.

A principal mudança na MT-125 2020 é, claro, no conjunto ótico frontal, com dois traços (parecem sobrancelhas) de luzes diurnas de LED, com um canhão único do farol, também em LED, logo abaixo. Além disso, o design geral da moto ficou mais moderno e agressivo, com tanque alto e rabeta curta, assinatura do “DNA” Master of Tork.

A pequena “naked” ganhou outras modificações importantes, como um novo quadro Deltabox em aço e balança em alumínio, novo motor com tecnologia VVA (Atuação da Válvula Variável), embreagem assistida e deslizante, suspensão dianteira invertida e pneu traseiro largo, de 140mm.

O motor é monocilíndrico de 124,7 cm³ com refrigeração líquida e tecnologia VVA, capaz de gerar até 15 cv de potência máxima @ 9.000 rpm e 1,16 kgfm de torque @ 8.000 rpm. O câmbio é de 6 velocidades com embreagem assistida e deslizante.

yamaha mt-125 2020

Ela conta com freio a disco em ambos os eixos, sendo o dianteiro de 292 mm, com opção de ABS. As rodas são de 17″, calçadas com pneus de medidas 100/80-17 na dianteira e 140/70-17 na traseira, ou seja, há muito contato com o solo.

Assento alto e categoria “premium”

Apesar de ser uma moto de entrada, o assento é bem alto e pode prejudicar quem possui até 1,60 de altura, pois fica a 810mm do chão. Complementando as especificações, o tanque possui capacidade para 10 litros de combustível e o peso seco da moto é de 125 kg.

Além disso, a MT-125 2020 ganhou ainda um painel totalmente digital em LCD “invertido”, que, de acordo com a fábrica, é elegante e fácil de ler, possuindo uma gama completa de informações.

yamaha mt-125 2020 painel

Enfim, a nova Yamaha MT-125 2020 é uma moto de entrada “premium”, que compete com Kawasaki Z125, Honda CB 125R, Suzuki GSX-S125 e KTM Duke 125, entre outras. Essa categoria existe na Europa pela limitação na carteira de habilitação. Lá, a carteira de habilitação para motos é dividida em A1, A2 e A, sendo a A1 a primeira que você pode requerer, com pelo menos 17 anos de idade, e possui um limite de 125cc e até 15 cv de potência máxima. Então, para a galera que possui 18 ou 19 anos e quer sair da 125cc básica, pegar uma mais potente, essas motos “125cc premium” são a solução.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo