MotoGP | Miguel Oliveira vence em Portugal e faz história: “Sonhei com esse dia”

Compartilhar

O português Miguel Oliveira, piloto da Red Bull KTM Tech 3, fez história, vencendo o GP de Portugal pela MotoGP, neste domingo, a corrida de encerramento da temporada 2020. Com a vitória, ele tornou-se o primeiro português a conseguir tal feito.

Oliveira fez, o que chamamos de “barba, cabelo e bigode”. Ele praticamente dominou todo o fim de semana em casa, marcando a pole position no sábado, vencendo no domingo e conseguindo a volta mais rápida da corrida, no Circuito Internacional Algarve, em Portimão.

Após a corrida, o português disse, em entrevista, que sonhou com esse dia e que este era especial pois sua família, que não pode assistir pessoalmente sua primeira vitória (na Áustria), estava presente no autódromo e pode, enfim, participar da sua vitória em casa.

Oliveira saiu da pole position e não encontrou dificuldades para abrir uma boa diferença e vencer com tranquilidade. Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT), classificou sua performance como intocável.

A ‘briga’ por posições aconteceu apenas do segundo colocado para trás. Até a última volta, penúltima curva, Morbidelli segurava Jack Miller (Pramac Racing Ducati) e estava em segundo, mas o australiano ‘deu o bote’ na última curva possível e terminou no segundo lugar, ajudando a dar o título de construtores à Ducati, pela primeira vez desde 2007.

miguel oliveira motogp portugal

Morbidelli teve que se contentar com a terceira posição, mas disse que saiu feliz com o terceiro lugar, que foi uma ótima maneira de terminar este campeonato maravilhoso. Ele conseguiu sair como vice-campeão da temporada.

Pol Espargaro (Red Bull KTM Factory Racing) terminou em quarto, não conseguiu a vitória ou outro pódio para a KTM, mas conseguiu terminar o campeonato em quinto. Um feito incrível de Pol, KTM e de toda a equipe em 2020, quando o espanhol agora se despede e segue para a Honda.

Andrea Dovizioso (Ducati Team), que terá um ano sabático em 2021, terminou em sexto, ajudando a dar o título de construtores à Ducati.

Stefan Bradl (Repsol Honda Team), que substitui Marc Marquez, teve bom desempenho em Portimão, e terminou em sétimo, à frente de seu companheiro, Alex Marquez (que terminou em nono).

Tirando Morbidelli, as outras Yamaha no grid tiveram um desempenho pífio, com Maverick Viñales e Valentino Rossi (Monster Energy Yamaha MotoGP) em 11° e 12°, respectivamente, e Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT) em 14°.

Veja o resultado da corrida em Portimão (GP de Portugal):

Veja a classificação do campeonato:

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo