Conheça os mitos e as verdades sobre aditivos para carros e motos

Compartilhar

O uso de aditivos é um assunto ainda tratado com incerteza por parte de alguns motoristas e motociclistas, que ficam em dúvida se os produtos realmente oferecem os benefícios que prometem.

Com o objetivo de esclarecer as perguntas mais comuns, a Motul – multinacional francesa especializada em lubrificantes de alta tecnologia – elencou os mitos e as verdades sobre a atuação dos aditivos.  

  • Existem diversos tipos de aditivos

Verdade. Há vários tipos de produtos que atendem as necessidades de diferentes tipos de carros e motocicletas, principalmente, aditivos que são adicionados ao combustível e soluções utilizadas na pré-troca do óleo. “Cada um dos produtos tem uma ação específica, como prolongar a durabilidade do combustível ou fazer a limpeza de um determinado sistema”, explica Rafael Recio, gerente de Produto e Suporte Técnico da Motul Brasil.

  • Com a evolução dos motores, os aditivos serão mais exigidos

Verdade. Aditivos passarão a ser cada vez mais necessários diante da evolução dos motores. Isso porque as tecnologias mais complexas precisam atender a uma série de requisitos, como consumir menos combustível, entregar mais potência, emitir menos ruídos e gerar menos emissões. “O uso de aditivos tende a ser cada vez mais obrigatório, em vez de acessório. Muitos planos de manutenção, inclusive, já recomendam a utilização de aditivos para ajudar na manutenção do carro”, comenta o engenheiro.

  • O uso do flush prejudica a troca de óleo do motor

Mito. O flush é um aditivo com alta concentração de detergentes que agem com o motor ligado antes da troca de óleo. Possui como principal função a limpeza do sistema de lubrificação para impedir ou eliminar a borra, isto é, o acúmulo de resíduos no motor, que pode ser provocado por diversos fatores, como uso de combustível adulterado ou lubrificantes fora da especificação e extensão do período de substituição do óleo. “Assim, o uso da solução é indicado a cada troca de óleo para ajudar o motor a tirar o máximo da performance do novo óleo”, aponta Recio.

  • Aditivos são capazes de restaurar o desempenho do motor

Verdade. Há aditivos para combustíveis que são capazes de restaurar o desempenho do motor, na medida em que limpam as válvulas de admissão e os bicos injetores. Essas soluções – que são adicionadas à gasolina ou ao diesel – também geram outros benefícios, como aumentar a economia de combustível, reduzir a emissão de poluentes, evitar a corrosão de peças, facilitar a partida a frio e melhorar o conforto na condução.

  • Usar aditivos ajuda a aumentar a octanagem da gasolina

Verdade. Há aditivos que adicionados à gasolina aumentam o índice de octanas do combustível, o que melhora a combustão e o desempenho de partida e aceleração, desde que a tecnologia do motor consiga aproveitar esse benefício. Além disso, previnem contra a detonação e a combustão anormal e reduzem o consumo de combustível, a geração de ruídos e a emissão de poluentes.

  • Carros antigos não precisam utilizar aditivo para gasolina

Depende. Veículos antigos, fabricados com motores movidos a gasolina com chumbo, precisam de uma solução específica – geralmente feita à base de fósforo – para a substituição do chumbo, já não mais presente nos combustíveis. “Esse produto ajuda a prevenir a recessão e o desgaste das sedes de válvulas, assim como garante a proteção dos componentes, compensando a falta de chumbo nos combustíveis modernos”, afirma.

motul aditivos moto brasil
  • Existem aditivos que prolongam a durabilidade do combustível

Verdade. Há aditivos de preservação do combustível, capazes de prolongar a vida útil da gasolina em até 24 meses, proteger o combustível contra a oxidação e evitar o acúmulo de depósitos. Dessa forma, as soluções – que são bastante utilizadas em veículos clássicos ou de coleção – tornam a partida mais fácil após períodos de desuso, segundo o engenheiro.

  • É preciso ter atenção na escolha dos produtos no mercado

Verdade. Os produtos de alta qualidade passam por testes de validação e durabilidade para provar que cumprirão os requisitos. Uma recomendação é pesquisar o histórico da marca, se possui o devido controle de qualidade, além de checar no rótulo do produto informações importantes, como composição, campo de aplicação, finalidade, benefícios, advertências e precauções.

Enfim, para conhecer a linha completa de aditivos da Motul, acesse o Guia de Produtos da marca.

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Logo created by DesignEvo logo maker