Condutores do Rio de Janeiro podem parcelar débitos de trânsito em até 12 vezes no cartão

Compartilhar

Em 2021, os Detrans de todo o Brasil modificaram os prazos para os pagamentos dos débitos de trânsito como o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), licenciamento, multas, entre outros débitos.

Normalmente, os dias de pagamento são definidos de acordo com a região e o final da placa de cada veículo. A quitação do valor do imposto pode ser dividida em até três vezes, com parcelas distribuídas entre os meses de janeiro e março e o contribuinte também pode optar por pagar em uma única parcela com desconto.

A novidade para os mais de 5.5 milhões de condutores cariocas é que agora eles poderão parcelar seus débitos de trânsito em até 12x no cartão. O serviço de consulta e pagamento é disponibilizado pela Zapay, startup que tem como propósito facilitar a vida do cliente e desburocratizar os processos de pagamento de débitos em Detrans de todo Brasil. 

No Rio de Janeiro, o Detran definiu a data para pagamento do IPVA em janeiro de 2021 para veículos com placas terminadas de 0 a 6. Já os veículos com as placas final 7, 8 e 9, tiveram até o dia 03 de fevereiro para pagar o valor integral do IPVA ou a primeira parcela do imposto.

O prazo para pagamento do licenciamento 2020 de veículos com placas final 0, 1 e 2 também já chegou ao fim e venceu no dia 27 de fevereiro. Já os condutores de veículos com placas final 3 e 6, têm até o dia 31 de março para quitar o licenciamento referente ao ano de 2020. 

motoboy

“Durante a pandemia a quitação dos débitos ligados ao Detran acabaram ficando de lado, tendo em vista que muita gente teve diminuição na sua renda. No entanto, muitas pessoas precisam do carro para continuar trabalhando e a Zapay vem justamente para ajudar quem depende do carro a circular sem correr o risco de ter o seu veículo apreendido. O objetivo é desburocratizar os pagamentos de débitos de forma simples e facilitada, por meio do parcelamento”, ressalta Callebe Mendes, CEO da Zapay.  

Enquanto o condutor não regulariza o pagamento do IPVA, não pode fazer o licenciamento do veículo. O Código de Trânsito Brasileiro estipula multa de R$ 293,47 para o condutor flagrado dirigindo sem o licenciamento. A infração é considerada gravíssima, com o lançamento de sete pontos na CNH e a apreensão do veículo.

Quem é pego com o licenciamento irregular, também corre o risco de ter o carro apreendido e ter seu nome negativado e incluído na dívida ativa, que é uma execução fiscal onde ele poderá até perder o carro.

fotos: divulgação

Compartilhar
Logo created by DesignEvo logo maker