Motul fornece 5 dicas fundamentais para motos de alta cilindrada

Compartilhar

Motul, multinacional francesa especializada em lubrificantes e fluidos de alta tecnologia, recomenda cinco cuidados essenciais com motos de alta cilindrada – aquelas utilizadas para práticas esportivas ou viagens de longa distância, que enfrentam condições extremas de alta rotação e velocidade, além de elevada temperatura de trabalho, longos trajetos e grande exigência mecânica.

Principais cuidados com as motos de alta cilindrada:

  • Faça a manutenção em dia: a principal prudência que qualquer veículo demanda é a manutenção periódica em dia, se atentando aos componentes fundamentais para o bom desempenho de uma moto, como sistemas de transmissão, conjunto de freios, suspensões (dianteira e traseira) e sistema de arrefecimento. Os pequenos cuidados de limpeza e lubrificação periódica também são importantes e podem garantir que a corrente e outras peças atendam a vida útil esperada, bem como facilitar a identificação de reparos necessários. O manual do proprietário é a melhor referência quanto aos intervalos corretos de manutenção.
  • Utilize os produtos adequados e siga as instruções dos fabricantes: motos de alta performance precisam de confiabilidade para entregar desempenho e controle. Ao usar os produtos adequados e seguir as instruções dos fabricantes, é possível evitar, mesmo em condições severas, a perda de rendimento da motocicleta durante todo o intervalo de troca.
  • Opte pelos aditivos: a utilização de aditivos, como o Engine Clean adicionado ao óleo usado imediatamente antes da troca, pode contribuir para melhorar e equalizar a compressão dos cilindros, assim como aumentar a economia de combustível, reduzir o consumo de óleo, intensificar o desempenho do motor e restringir suas emissões.
  • Prefira combustível de qualidade: o uso de combustível de qualidade contribui para a extração do melhor desempenho das motos de alta cilindrada. Cuidados periódicos, como a utilização do aditivo Boost and Clean, podem auxiliar na economia de combustível e na redução das emissões de gases, além de restaurar o desempenho do motor e sua confiabilidade, melhorar o conforto de condução, facilitar a partida a frio e evitar a corrosão.
  • Realize a troca de óleo: O período de troca é determinado pela montadora e consta no manual do proprietário. Esse intervalo de troca se dá diante da quilometragem rodada ou do fator tempo, o que ocorrer primeiro. Em relação à quilometragem, a troca tem relação direta com o tipo de pilotagem da moto. A substituição do óleo usado depende de como a moto de alta cilindrada é utilizada. Em cenários como estradas ou cidades ou em competições, o desempenho e a utilização são distintos. No manual, sempre existem planos distintos de manutenção para cada condição de pilotagem e uso, com intervalos de troca específicos para cada situação. Em relação a esse intervalo, alguns fabricantes de motocicletas determinam um prazo de seis meses ou um ano para a troca, ainda que o veículo não tenha atingido a quilometragem determinada. Caso o intervalo para troca de óleo seja estendido, é possível que a lubrificação da moto não ofereça mais a proteção esperada, acarretando na perda de propriedades que podem trazer riscos à pilotagem e danos às peças da moto.

Lubrificante Motul 7100 

A Motul tem em seu portfólio a linha 7100 de lubrificantes 100% sintéticos para motocicletas, que é destinada para motos de alta cilindrada – modelos em que as fabricantes mais investem e para os quais desenvolvem novos sistemas.

A linha 7100 atende qualquer modelo de motocicleta com motor 4 tempos, uma vez que possui as sete viscosidades exigidas pelo mercado: 5W40, 10W30, 10W40, 10W50, 10W60, 15W50 e 20W50. Sua formulação beneficia os motociclistas com alta resistência a queda de viscosidade por cisalhamento, resistência à oxidação, baixa volatilidade e excelente durabilidade.

motul 5100

“Com o éster em sua formulação para maior resistência da película de óleo em altas temperaturas e rotações elevadas, a linha 7100 apresenta baixo coeficiente de fricção para minimizar as perdas por atrito dentro do motor, melhorando seu desempenho. A sinergia do éster com o pacote de aditivos auxilia na maior resistência à queda da viscosidade, em melhor proteção e na durabilidade do motor”, afirma Luan Maria, Consumer Marketing Manager da Motul.

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Logo created by DesignEvo logo maker