MotoGP | MotoE retorna neste fim de semana; Confira as novidades

Compartilhar

A MotoE, a categoria de motos elétricas da MotoGP, retorna neste fim de semana, no GP da Espanha, em Jerez. O brasileiro Eric Granado irá disputar mais uma temporada, agora por uma nova equipe, e a categoria inicia com várias novidades, que você pode conferir mais abaixo.

Agora, cada rodada é composta por duas corridas, uma no sábado e outra no domingo, que acontecerão após os treinos, qualificações e corridas das demais categorias, ou seja, encerra a programação. Além disso, a fabricante Energica fez algumas alterações na moto elétrica Ego Corsa, e o novo formato de qualificação Q1-Q2 fará sua estreia – substituindo o E-Pole.

A Moto

A Energica Ego Corsa prevista para correr em 2022 sofreu algumas alterações no motor, sendo que a moto também conta com um novo inversor.

Essas atualizações resultaram em uma redução de quase 15 kg no peso da moto, que é um foco central da mobilidade elétrica mundial e tem sido um objetivo fundamental para a Energica desde o início da Copa do Mundo FIM Enel MotoE™.

Novas Pistas

A MotoE irá disputar corridas em duas novas localidades: Finlândia e Itália. O circuito KymiRing estreia na MotoE juntamente com as classes MotoGP, Moto2 e Moto3, que irão estrear o novo local pela primeira vez.

Já a pista de Mugello é um novo desafio para a MotoE. O icônico circuito italiano possui uma das maiores retas da temporada, com mais de 1140 metros, além de ser também um dos mais longos, com 5,2 km de extensão.

Qualificação

Esta temporada a MotoE irá juntar-se às outras classes num formato de qualificação Q1-Q2. Anteriormente, o sistema utilizado era a ‘E-Pole’, que permitia ao piloto apenas uma chance de volta de classificação.

Este novo formato de qualificação (Q1-Q2) é possibilitado pelos novos carregadores trazidos pela Enel, a patrocinadora do título MotoE. Essas novas unidades ‘Juice Pump 60 Race Edition’ fornecidas pela Enel X Way montadas em um estojo sobre rodas, são de carregamento rápido e ágeis.

Elas são capazes de fornecer 60 kW de potência, que permitem que as motos passem do Q1 para recarregar parcialmente e retornar de volta à pista no Q2 logo depois.

Tal como na MotoGP, os tempos combinados das sessões de treinos livres decidem os participantes diretos no Q2 – no caso do MotoE, são os oito melhores pilotos que passam automaticamente. Aqueles classificados em nono ou inferior vão se juntar à sessão do Q1, e os dois primeiros no Q1 têm a chance de passar para o Q2 e a luta de dez pilotos pela pole position.

Não há limitação no número de voltas que um piloto pode fazer no Q1 ou Q2, e os dois pilotos que passarem do Q1 receberão um pneu traseiro adicional. As posições do grid para a Corrida 1 e a Corrida 2 serão baseadas nos resultados do Q2 e do Q1.

eric granado motoe motogp frança

Enfim, a MotoGP retorna no dia 01 de maio, com o GP da Espanha, no circuito de Jerez – Angel Nieto. No Brasil, a transmissão acontece ao vivo nos canais ESPN e por streaming, através do serviço Star+.

fotos: divulgação

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Logo created by DesignEvo logo maker