MotoGP | KTM demite Zarco, “abandona” a Moto2 e anuncia retorno da Husqvarna

Johann Zarco não será mais piloto da KTM em 2020, pelo MotoGP. O anúncio foi feito hoje (12) pela Red Bull KTM Factory Racing e diz que o piloto francês ficará até o fim desta temporada.

Zarco juntou-se à KTM no final de 2018 e vinha tentando desenvolver a moto ao seu estilo de pilotagem. Nesta temporada ainda não teve bom desempenho com a KTM RC16.

Além disso, a KTM anunciou uma reestruturação, focando na Moto3 e MotoGP, abandonando a Moto2. Ela deixará de fornecer o chassi para a categoria, mas manterá relacionamento e dará suporte à Aki Ajo.

Para a Moto3, inclusive, anunciou o retorno da Husqvarna, com o desenvolvimento de uma moto própria para a categoria. A Husqvarna competiu pela Moto3 em 2014 e 2015, alcançando dois pódios na primeira temporada.

“Tomamos uma decisão pró-ativa aqui em nosso GP para renovar nossa estadia no MotoGP e nos comprometermos com outros cinco anos de competição. Isto é parte de uma visão estratégica mais ampla e agora temos sete anos para subir ao topo da classe de MotoGP; o mesmo período de tempo que precisávamos para conquistar o Rally Dakar. Sabemos que estamos firmemente no caminho e já demos bons passos em menos de três anos”, disse Stefan Pierer, CEO KTM AG.

“Como parte desta perspectiva, queremos impulsionar a Moto3: é a base das corridas de estrada para nós. É onde começamos e onde somos uma das marcas líderes. Aqui vemos uma oportunidade muito boa trazendo de volta Husqvarna com força; haverá uma nova moto e uma direção especial com este projeto. Todo esse movimento significa que reuniremos nossos recursos e energia e, como consequência, sairemos da Moto2”, complementou.

Enfim, ainda não há informação para onde Zarco irá e quem irá substituí-lo.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo