Honda estende suspensão da produção de motos em Manaus; contratos são suspensos

Compartilhar

A Honda informou que estendeu a suspensão da produção de motos na planta da marca em Manaus (AM), devido à pandemia do novo coronavírus. Além disso, os contratos de trabalho dos funcionários foram temporariamente suspensos.

A retomada da produção estava prevista para o dia 4 de maio, e agora ocorrerá apenas no dia 18 de maio.

Em acordo coletivo, firmado com o Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus, com base na Medida Provisória 936/2020, foi estabelecido que a maior parte dos colaboradores terá o contrato de trabalho temporariamente suspenso por período máximo de 60 dias. Os termos do acordo deixam de ser válidos assim que os colaboradores retornarem ao trabalho, a partir do dia 18 de maio.

Ficou estabelecido que a Honda assegurará de 75% a 100% do salário líquido dos funcionários durante essa suspensão. O desconto, que varia de 0% a 25%, será escalonado conforme faixas salarias, sendo maior para os níveis superiores.

A Moto Honda seguirá acompanhando o cenário, bem como as orientações governamentais, unindo-se aos esforços coletivos para conter os avanços da Covid-19. Dessa forma, contribui para que as condições de vida e da indústria de motocicletas, que vinha registrando crescimento e investimentos, retornem com êxito à normalidade no menor tempo possível.

A Honda é a líder do mercado de motos no Brasil, com mais de 78% de participação e sua moto mais vendida é a CG 160, que fechou 2019 com mais de 307 mil unidades vendidas.

foto: Rafael Miotto/G1

fonte via

Veja também os Mais Populares:

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo