Categorias
Cotidiano Honda Notícias Principal

Vendas da Honda ADV 150 no Brasil ‘explodem’ em março de 2021

As vendas no Brasil da Honda ADV 150, uma scooter aventureira de baixa cilindrada, ‘explodiram’ em março de 2021, de acordo com dados de emplacamentos da Fenabrave.

De acordo com a entidade, foram emplacadas 1.330 unidades do modelo em março, contra 371 unidades em fevereiro, o que representa um crescimento ‘estrondoso’ de 258%. O crescimento ainda é gigantesco se compararmos com janeiro, quando foram vendidas 474 unidades, crescimento de 181%.

Só para termos uma ideia do sucesso, a ADV 150 emplacou muito mais que a Elite 125, e quase empatou com a líder de vendas na categoria*, a PCX 150 (que emplacou 1.403 unidades em março). *Na teoria, a ADV 150 não compete com Elite 125 e PCX 150, pois é uma scooter aventureira, nova categoria no Brasil, ocupada apenas por ela e pela X-ADV.

O feito é ainda mais impressionante se considerarmos que ela possui um preço, digamos, ‘salgado’: sai por a partir de R$ 17.490 + frete (esse é o preço público sugerido, na concessionária pode ser ainda maior). Só para comparar, a PCX 150 Sport ABS (topo de linha) sai por a partir de R$ 14.410 + frete.

Não sabemos se essas vendas expressivas do modelo é algo pontual ou se de fato ela começa a cair no gosto do brasileiro. O fato é que, em março, ela “bombou”, e parece que ‘nada de braçada’, sem concorrência.

Como é a Honda ADV 150

A Honda ADV 150 foi lançada na Indonésia e chegou ao Brasil para ser a porta de entrada nessa nova categoria de scooters, com capacidade para superar alguns obstáculos.

O design agressivo e futurista é totalmente baseado na “irmã” maior de 750cc, a X-ADV, com ângulos bem definidos. Traz faróis duplos horizontais com linhas de LED nas laterais para a iluminação diurna (DRL) e posição de pilotagem bem ereta.

O foco dessa nova scooter é o uso na cidade, enfrentando o asfalto esburacado, lombadas e valetas. Mas, é possível sim encarar estradinhas de terra batida e vencer alguns obstáculos leves.

Isso fica evidenciado pelos pneus de uso misto, de medidas 110/80-14 na dianteira e 130/70-13 na traseira, e pela altura livre do solo, de 165mm (a PCX, por exemplo, possui apenas 137mm).

Além disso, as suspensões também dão conta do recado, sendo do tipo motocicleta na dianteira e dois amortecedores com reservatório de gás externo na traseira (da conceituada marca Showa).

Mais itens comumente utilizados em motocicletas presentes nesta scooter são o guidão cônico e o para-lama traseiro.

Item inédito numa scooter de 150 cc é o grande para-brisa ajustável, que é facilmente operado e pode ser ajustado em dois níveis.

Conjunto mecânico e tecnologia

A Honda ADV 150 2021 possui motor monocilíndrico de 150 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 13,2 CV de potência máxima a 8.500 rpm e 1,38 kgfm de torque a 6.500 rpm. Além disso, ele é equipado com o sistema ‘Idling Stop’, que desliga a scooter nas paradas dos semáforos, para economizar combustível.

O câmbio é automático do tipo V – MATIC (CVT), a capacidade do tanque de combustível é de 8 litros, a altura do assento é de 795mm e o peso seco é de apenas 127 kg.

Ela possui disco de freio de 240mm na dianteira com ABS e 220mm na traseira. Além disso, toda a iluminação é em LED (faróis, lanternas e piscas), possuindo até pisca-alerta.

Outros destaques do modelo são: painel totalmente digital em LCD (inspirado na X-ADV), espaço embaixo do banco com 28 litros de capacidade, sistema ‘Smart Key’ para partida sem chave, sistema de alarme e tomada 12V.

fotos: divulgação

Categorias
Cotidiano Notícias

SYM Maxsym 400 é totalmente atualizada na Europa

A SYM atualizou na Europa a Maxsym 400, sua maxi scooter de 400 cc, que chega com design totalmente novo, iluminação Full-LED, partida sem chave, Controle de Tração, chassi mais leve e porta USB com carregador QC 3.0.

Vendida no Brasil pela Dafra, a nova Maxsym 400 possui um chassi 18,5% mais leve que a geração anterior e, com isso, foi possível fazer uma atualização de dentro para fora.

O motor, por exemplo, possui melhorias que permitem reduzir o desgaste das peças, diminuir a geração de calor e o consumo desnecessário de energia por atrito. O consumo de combustível também é reduzido com essa mudança. Com isso, o modelo é compatível com o padrão antipoluição Euro5.

Ainda no quesito mecânico, o modelo ganhou Controle de Tração, que evita o deslizamento do pneu em superfícies escorregadias, quando estiver acelerando. Outro ponto benéfico é a suspensão traseira, que possui 5 níveis de ajuste.

Além disso, ela ganhou também freio de estacionamento que é acionado quando o suporte/descanso lateral é aplicado.

Novo design

A SYM Maxsym 400 2021 possui um novo design com ângulos definidos e bem moderno. O conjunto ótico frontal redesenhado ganhou iluminação total em LED, incluindo a iluminação diurna DRL.

O para-brisa pode ser ajustado facilmente sem a necessidade de ferramenta. Os espelhos retrovisores são novos e com formato moderno.

O painel de instrumentos é completo, com mostradores analógicos nas laterais e tela LCD no centro. Agora há um botão de ignição, que elimina a necessidade de chave para a partida: basta estar com o controle no bolso.

Na traseira, o conjunto ótico também redesenhado, deixou a scooter com visual bem moderno.

Principais especificações

A SYM Maxsym 400 2021 possui um motor monocilíndrico de 399 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 25kW (33,5 CV) de potência máxima e 39.5Nm (3,97 kgfm) de torque.

Traz rodas de 15″ na dianteira e 14″ na traseira, equipadas com pneus de medidas 120/70-15 na dianteira e 160/60-14 na traseira. Há duplo disco de freio na dianteira com 275 mm, e único na traseira, também de 275 mm, ambos equipados com ABS.

A capacidade do tanque de combustível é de 13 litros e do espaço sob o banco de 45 litros.

Enfim, a Maxsym 400 2021 será vendida na Europa por aproximadamente 7.499 euros (R$ 49 mil). O valor é muito maior do que a geração anterior vendida no Brasil pela Dafra por R$ 32 mil.

Não há previsão desse novo modelo para o Brasil.

fotos: divulgação

fonte via

Categorias
Notícias Suzuki

Suzuki Burgman 400 2021 ganha controle de tração e faísca dupla

A Suzuki anunciou na Europa a Burgman 400 2021, sua scooter de média cilindrada, que chega com controle de tração, tecnologia de faísca dupla e motor compatível com o novo padrão antipoluição Euro5.

Ótima opção para o uso urbano e pequenas viagens, a Suzuki Burgman 400 ganha um dos principais itens de segurança, já disponível em modelos concorrentes: o controle de tração.

O sistema mantém a scooter sob controle em pisos escorregadios, aumentando a confiança do piloto.

Lembramos que o modelo já é equipado com o sistema ABS, que evita o travamento das rodas em frenagens bruscas e de emergência, garantindo um ótimo nível de segurança.

Além disso, no modelo 2021, a Burgman 400 ganhou a tecnologia de faísca dupla, ou seja, há duas velas de ignição e injetor altamente atomizado, que permite uma combustão significativamente melhorada, entrega de potência mais linear, melhoria no consumo de combustível e menor emissão de poluentes.

O motor é um monocilíndrico de 400 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 21.5 kW (28,8 CV) de potência máxima a 6.300 rpm e 3,5 kgfm / 35.2Nm de torque a 4.900 rpm.

A empresa informa que o modelo é capaz de atingir 135 km/h de velocidade máxima, e que o consumo de combustível médio (modo WMTC) é de 25 km/L.

O tanque de combustível possui capacidade para 13,5 litros, o que permite uma autonomia aproximada de 337 km, considerando o consumo médio acima.

A Suzuki Burgman 400 conta com duplo disco de freio e roda de 15″ na dianteira, faróis e lanternas em LED, painel de instrumentos completo e espaço sob o banco com 42 litros de capacidade.

Enfim, o modelo pode ficar ainda mais confortável com acessórios como, para-brisa maior, baú/top case traseiro, aquecimento das manoplas e protetores de mãos.

Ela é vendida na Europa, América do Norte e Ásia, mas não há previsão de retorno ao Brasil. Por aqui, o modelo foi descontinuado em meados de 2017. Na mesma época, chegou ao Brasil a Kymco, que vende scooters nas concessionárias Suzuki. Seu principal modelo é a DownTown 300i mas, atualmente, já há um modelo maior disponível: a AK 550i, modelo top de linha com 2 cilindros e 51 CV de potência máxima.

fotos: divulgação

fonte

Categorias
BMW Notícias

BMW apresenta as novas C 400 X e C 400 GT 2021 na Europa

A BMW apresentou na Europa as novas Scooters médias C 400 X e C 400 GT 2021. Elas chegam com design revisado, tecnologia atualizada e novas cores.

A BMW C 400 X é uma Scooter com uma pegada mais urbana, oferecendo conforto e praticidade para o uso no dia a dia. Já a C 400 GT (de Gran Turismo) oferece um pacote mais voltado para a estrada.

Para 2021, os modelos ganharam um motor homologado para a nova norma antipoluição Euro5, com acelerador eletrônico (E-gas), novo gerenciamento do motor e embreagem centrífuga otimizada.

Além disso, agora possuem Controle de Estabilidade Automático, com calibração automática de raio e maior qualidade de regulação, ou seja, não há necessidade de calibração manual, por exemplo, ao trocar pneus.

Novas pinças de freio dianteiro e o curso do manete ajustado dos freios dianteiro e traseiro permitem uma frenagem mais segura.

Por fim, os modelos ganharam duas novas cores atraentes cada, bem como as variantes de estilo “Sport” (C 400 X) e “Triple Black” (C 400 GT), que custam € 200.00 a mais.

Design e Motor

A BMW C 400 X e C 400 GT possuem um design bem agressivo, com ângulos bem definidos. O conjunto ótico frontal conta com iluminação em LED e luz diurna (DRL). O assento possui dois níveis com detalhe em azul no modelo ‘X’ e apoio lombar para piloto no modelo ‘GT’. Este último conta ainda com para-brisa maior.

O motor é um monocilíndrico de 350 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 25 kW (34 CV) de potência máxima a 7.500 rpm e 3,5 kgfm de torque a 5.750 rpm. O câmbio é automático do tipo CVT e o peso seco é de 202 kg.

Enfim, a BMW C 400 X é vendida no Reino Unido por a partir de £6,545 (aproximadamente R$ 52 mil). Lembramos que a Honda Forza 350 é vendida por lá por a partir de £5,469 (R$ 43 mil).

Não há previsão para o Brasil.

fotos: divulgação

Categorias
Marcas Notícias Yamaha

Yamaha TMAX 20th Anniversary 2021 é lançada na Europa

A Yamaha lançou na Europa, a TMax 20th Anniversary 2021, sua Sport Scooter de 560 cc, que vem com uma gama de equipamentos exclusivos e é oferecida numa nova cor única.

A TMAX 20th Anniversary (20° aniversário) comemora o sucesso contínuo da Scooter Esportiva de maior sucesso do mundo e dá aos amantes da TMAX a oportunidade de possuir a edição definitiva.

Como a Scooter Esportiva mais vendida na Europa todos os anos desde o seu lançamento, a TMAX tem feito uma jornada incrível e, ao longo do caminho, estabeleceu um status verdadeiramente icônico entre suas legiões de fãs.

Duas décadas após o lançamento da primeira TMAX, a Yamaha criou um modelo de edição especial que marca as realizações notáveis de um dos designs mais amados e reverenciados na história da empresa.

Como um tributo ao notável sucesso da TMAX nas últimas duas décadas, a Yamaha apresenta a nova TMAX 20th Anniversary. Apenas 560 unidades numeradas individualmente serão fabricadas, tornando-se uma das edições especiais mais exclusivas da Yamaha que com certeza será apreciada pelos clientes da TMAX em toda a Europa.

Carroceria única em carbono forjado

A principal característica deste novo modelo é a carroceria de carbono forjado que dá a cada scooter sua própria “impressão digital”.

Ao contrário da fibra de carbono tradicional, que tem um padrão de trama uniforme, cada um dos componentes de fibra de carbono forjada usados ​​na TMAX 20th Anniversary tem seu próprio acabamento de superfície individual que torna cada uma das 560 unidades únicas.

Os distintos painéis da carroceria do bumerangue, bem como o para-lama dianteiro e o escudo térmico do silenciador são todos fabricados com este material de carbono forte e leve, dando ao TMAX 20th Anniversary uma aparência ainda mais dinâmica e toque premium – e os destaques amarelos nos bumerangues e no para-lama são um lembrete do esquema de cores amarelo brilhante do modelo original.

Assento aquecido especial e manoplas aquecidas

Fabricado com materiais de qualidade premium, o assento aquecido exclusivo apresenta costuras amarelas para combinar com os destaques nos bumerangues e para-lama dianteiro, e um logotipo do 20º aniversário confirma o status exclusivo da scooter.

Além disso, manoplas aquecidas também são padrão e apresentam punhos finais especiais que aprimoram as especificações desta icônica Scooter Esportiva.

Plaqueta numerada

Cada TMAX 20th Anniversary será equipada com um emblema numerado que confirma sua exclusividade como uma das apenas 560 unidades que foram fabricadas como um tributo à mais bem-sucedida e icônica Scooter Esportiva da indústria.

Junto com a “impressão digital” exclusiva da carroceria de carbono forjado, o número de produção dá a cada modelo individual sua própria identidade especial.

Cor exclusiva

A TMAX mais exclusiva e desejável de todos os tempos terá um acabamento em uma cor especial de grafite técnico que realça a aparência dinâmica desta scooter muito especial e complementa perfeitamente a carroceria de carbono forjado exclusiva. Rodas contrastantes em bronze reforçam o status premium.

Potente motor compatível com EU5 de 560 cc

A TMax 20th Anniversary 2021 vem com um motor de 2 cilindros paralelos e 562 cm³, 4 válvulas, refrigerado a líquido, capaz de gerar até 47 CV de potência máxima e 5,6 kgfm de torque.

Enfim, esta edição limitada da TMax é oferecida no Reino Unido por £ 14.699,00 (aproximadamente R$ 116.230).

fotos: divulgação

Categorias
Cotidiano

Mobil lança no Brasil o Super Moto Scooter 10W-30, exclusivo para a categoria

A Mobil lançou no Brasil o óleo lubrificante Super Moto Scooter 10W-30, exclusivo para a categoria que vem crescendo acima da média no país, de acordo com a Abraciclo.

A marca Mobil, presente há mais de 100 anos no Brasil e pioneira no mercado de lubrificantes e cuidados para motos, oferece em seu portfólio um produto exclusivo para scooters, o Mobil Super Moto Scooter 10W-30, com viscosidade 10W-30 e, classificação JASO MB, que atende cerca de metade da demanda do mercado nacional da categoria.

A Mobil destaca que ao utilizar um produto especialmente desenvolvido para scooters, o consumidor notará a diferença no funcionamento do motor.

Enquanto os óleos das motos convencionais lubrificam o motor e o sistema de transmissão ao mesmo tempo, para a scooter o óleo lubrifica somente o motor.

O sistema de transmissão da scooter conta com um conjunto de transmissão contínua variável (CVT), – composto por correia, roletes e polias que transportam a força gerada no motor até as rodas e controlam a aceleração do veículo, sem que o motociclista precise acionar a embreagem ou trocar marchas, já que é um sistema automático.

Por essa constituição mecânica, as scooters podem utilizar lubrificantes JASO MB, que focam em
lubrificar exclusivamente o motor, elevando sua performance com um menor atrito.

Tal característica do óleo também evita maior geração de calor, fundamental para as scooters que, por possuírem a parte mecânica abaixo do assento, têm um baixo fluxo de ar e consequente aumento da temperatura dos componentes do motor.

Além disso, por ser um óleo formulado especialmente para essa categoria, entregando um desempenho específico de acordo com as características das Scooters, garante também uma economia de combustível superior quando comparado com um óleo lubrificante formulado para motos em geral.

O novo Mobil Super Moto Scooter 10W-30 recebe a classificação JASO MB, que caracteriza um óleo de baixa fricção, reduz o atrito entre as peças do motor e conta com a especificação de desempenho API SL.

O lubrificante Mobil Super Moto Scooter 10W-30 está disponível nos principais revendedores de todo país.

fotos: divulgação

Categorias
Cotidiano Honda Notícias

Honda PCX 160 2021 é lançada no Japão: novo motor, design, painel e faróis

A Honda lançou no Japão, a nova PCX 160 2021, que chega com motor maior, novo design, novo painel e novo conjunto ótico frontal.

O modelo traz as mesmas mudanças vistas na nova PCX 125 2021 lançada na Europa, tendo diferença apenas no motor.

A Honda PCX 160 2021 traz um novo design mais afiado, com ângulos mais definidos. O conjunto ótico frontal, em LED, também mudou, adotando formas mais retilíneas, formando praticamente uma peça inteiriça.

As novas linhas também escondem mais capacidade de armazenamento sob o assento. Um extra de 2.4L traz o volume total até 30.4L – perfeito para um capacete ‘full-face’ e muito mais.

Agora há um soquete USB Tipo C no porta-luvas, substituindo o carregador ACC do design anterior.

Além disso, ela traz um novo chassi (quadro), suspensão traseira revisada (curso mais longo) e pneus mais largos.

O painel, como mencionado, é novo, totalmente digital em LCD invertido, trazendo um aparência de ‘widescreen’ (a tela LCD é centralizada, com as outras informações nas laterais, passando a impressão de tela única larga).

Novo conjunto mecânico

A Honda PCX 160 2021 recebeu um novo conjunto mecânico, com motor ‘enhanced Smart Power Plus (eSP+)’ de 160 cc, e o seletor de torque (controle de tração) ‘Honda Selectable Torque Control (HSTC)’.

O motor é monocilíndrico de 156 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 15,8 CV de potência máxima e 1,5 kgfm de torque. São 2,6 CV e 0,12 kgfm a mais que o modelo brasileiro de 150 cc.

Ambas as rodas empregam um novo design para complementar a nova carroceria, e a traseira agora tem 13 polegadas de diâmetro (1 polegada a menos que o modelo anterior).

Os tamanhos dos pneus são maiores, 110/70-14 na dianteira e 130/70-13 na traseira (em oposição à 100/80-14 e 120/70-14 do modelo anterior).

Enfim, teremos que aguardar os novos lançamentos da Honda no Brasil, para sabermos se a nossa PCX 150 2021 virá com essas alterações e melhorias. O modelo 2020 é vendido por a partir de R$ 12.710 mais frete.

fotos: divulgação

Categorias
Cotidiano Notícias

Moto x Scooter: entenda as principais diferenças

As scooters são cada vez mais numerosas em nossas ruas. O segmento está bombando! Novidades uma atrás da outra vem surgindo o que atrai cada vez mais novos usuários.

A Honda, por exemplo, possui uma linha diversificada de scooters e, recentemente, lançou no Brasil a ADV 150, sua scooter aventureira de 150 cc. Compõem a linha: Elite 125, PCX 150, ADV 150, SH 150i, SH 300i e X-ADV.

Pessoas que talvez nem cogitassem ter uma motocicleta, mas que se sentem animadas em entrarem para o mundo das duas rodas ao guidão de uma scooter.

Não há dúvida que as scooters são máquinas atraentes, porém, é importante saber o que exatamente as diferencia das motocicletas, buscar entender melhor os pontos positivos de um e de outro veículo, para assim, poder escolher qual o guidão certo para você, o que melhor vai atender suas necessidades. Vamos lá?

CÂMBIO – O câmbio das scooters é automático, enquanto nas motocicletas o condutor deve lidar com a embreagem e a alavanca de câmbio. Complicado? Não, mas certamente as scooters facilitam a vida, basta acelerar, um sossego só. Porém, o câmbio convencional das motos tem suas vantagens: ele oferece um desempenho melhor nas acelerações, nas localidades com muitos aclives e permite usar o motor como freio, reduzindo marchas.

PROTEÇÃO – As scooters têm escudo frontal que protege as pernas contra sujeira, chuva e respingos. Além disso, há muitos modelos equipados com para brisa. Já nas motos, quem pilota fica mais exposto, mas a ausência da carroceria representa em menor custo de reparação em caso de pequenos tombos.

CAPACIDADE DE CARGA – Toda scooter, da Elite 125 a poderosa X-ADV 750, tem um amplo compartimento sob o assento. Esta é uma vantagem que a maioria das motos só consegue rebater se for equipada com um bauleto.

PILOTAGEM – As scooters são projetadas para oferecer uma pilotagem fácil, em uso prioritariamente urbano. Em geral, suas rodas são menores que as das motos, o que as deixa mais ágeis nas mudanças de direção feitas em baixa velocidade, mas também mais sensíveis aos buracos. Já as motos, possuem uma outra “pegada”, sendo melhores no uso em vias expressas e rodovias.

DESEMPENHO – Com motores equivalentes, motos sempre terão um desempenho dinâmico ligeiramente melhor que o das scooters. Parte disso se deve ao já citado sistema de transmissão, outro aspecto é relativo ao peso, maior nas scooters.

USO PRÁTICO – Para iniciantes as scooters são mais fáceis, tanto por serem motos automáticas como por serem em geral mais baixas. Além disso são compactas e mais fáceis de estacionar. Já as motos, são mais indicadas para uso intenso, para o trabalho ou para trajetos mais longos.

Resumindo, a boa escolha depende do uso. Os itens acima definem as diferenças básicas, agora resta a você somar essas informações com o tipo de utilização que você pretende dar ao seu veículo de duas rodas.

Nesta hora, a melhor coisa a se fazer, é usar a cabeça e não o coração, e escolher o modelo que vai atender suas necessidades da melhor maneira possível.

fotos: divulgação

conteúdo original: https://www.honda.com.br/motos/blog/moto-x-scooter-entenda-diferencas

Categorias
Cotidiano Marcas Notícias Yamaha

Yamaha XMax 300 2021 ganha atualizações na Europa

A Yamaha lançou na Europa a XMax 300 2021, sua MaxiScooter de 300 cc. Ela ganhou atualizações como, um novo motor ‘Blue Core’, novo assento e novas cores.

A Yamaha XMax 300 2021 recebeu um novo motor ‘Blue Core’, para se adequar ao novo padrão de emissões de poluentes Euro5. Apesar de manter a mesma potência e torque do modelo anterior, a marca diz que ele emite menos poluentes além de ter ficado mais econômico.

Ele é monocilíndrico de 292 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 27,6 CV de potência máxima e 3,0 kgfm de torque. O câmbio é automático do tipo CVT e a capacidade do tanque de combustível é de 13 litros.

No quesito design, ela não mudou, e traz apenas um novo assento e novas cores. De acordo com a marca, ela foi projetada com DNA puro da TMAX. Com seus faróis duplos em LED e carenagem aerodinâmica até os painéis laterais de bumerangue, a aparência esportiva e dinâmica da XMAX 300 e o acabamento premium podem traçar sua origem na icônica MaxiScooter da Yamaha.

Além disso, a XMax 300 2021 está equipada com um novo assento de qualidade premium, com um encosto independente para o piloto, que oferece suporte lombar para maior conforto. Ele possui acabamento em dois tons e detalhes de alta qualidade.

As novas cores para 2021 são: ‘Icon Gray’ (Cinza-claro com rodas azuis) e ‘Sonic Gray’ (Cinza-escuro).

Por fim, o modelo é equipado com Controle de Tração, freio a disco nas duas rodas com ABS, roda de 15″ na dianteira e 14″ na traseira, suspensão dianteira tipo moto, partida sem chave, tomada 12V e espaço sob o banco para 2 capacetes integrais.

Versão “de luxo” XMax 300 Tech MAX

Além da versão acima, a Yamaha disponibiliza também uma outra considerada “de luxo”, chamada de XMax 300 Tech MAX.

A base é a XMax 300 ‘standard’, e traz, como diferenciais, assento especial, apoio para os pés em alumínio, gráficos diferenciados, aros cromados em volta do painel de instrumentos, lanterna traseira “fumê” e cor exclusiva ‘Tech Kamo’ (um tom de verde-oliva escuro fosco) com rodas douradas.

Não há alteração no conjunto mecânico. Essa edição especial custa aproximadamente 390 euros (R$ 2.440) a mais.

Enfim, não há previsão de alteração no modelo brasileiro. Por aqui, a Yamaha vende a XMax 250 ABS 2021 por R$ 24.890 + frete.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Categorias
Cotidiano Kymco Notícias

Um mês após lançamento no Brasil, Kymco AK 550i tem preço reajustado: R$ 61.900

A Kymco reajustou o preço da MaxiScooter AK 550i no Brasil, praticamente um mês após o lançamento. Agora, o modelo sai por a partir de R$ 61.900 mais frete, um aumento de R$ 2 mil em relação ao preço inicial.

Por enquanto, a Kymco AK 550i reina sozinha no nosso mercado, não há outra scooter de luxo sendo oferecida por aqui. Isso pode explicar o elevado preço, já que não há concorrência.

De acordo com a marca, a AK 550i faz parte do novo segmento de scooters “Super Touring”, que traz conforto e conveniência de uma scooter, incorporado com a atitude e desempenho de uma esportiva.

Como é a Kymco AK 550i

A Kymco AK 550i é uma MaxiScooter premium e possui características dignas de motos maiores como freios dianteiros da marca Brembo com ABS, suspensão dianteira invertida, painel de instrumentos 100% em LCD, para-brisas com ajuste de altura e dois modos de pilotagem.

Além disso, ela possui sistema de monitoramento da pressão dos pneus, rodas de 15″, iluminação Full-LED e aquecimento das manoplas, entre outros.

Por ser do estilo GT, ela possui muita carenagem e para-brisas amplo, gerando muito conforto e proteção contra o vento e a chuva. O banco é largo e conta com apoio lombar para o piloto (com ajuste de posição).

Outros destaques do modelo: freio de estacionamento, partida sem chave (keyless), porta-luvas com saída USB, bagageiro amplo com iluminação, transmissão final por correia dentada e quadro (chassi) em alumínio.

O motor é um bicilíndrico de 550 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 51 CV de potência máxima e 5,2 kgfm de torque. O câmbio é do tipo CVT (com transmissão final por correia dentada), a capacidade do tanque de combustível é de 15 litros e o peso seco é de 226 kg.

Enfim, para mais informações, visite o site oficial da Kymco AK 550i. Além deste modelo, a marca comercializa no Brasil a Downtown 300i ABS, a People GTi 300 ABS e a Agility 16+200i.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Categorias
Cotidiano Kymco Notícias

KYMCO lança scooter elétrica esportiva, com design único e câmbio com duas marchas

A KYMCO lançou em Taiwan a F9, uma scooter elétrica esportiva, que possui design único e câmbio com duas marchas.

De acordo com a marca, a KYMCO F9 é a primeira scooter elétrica do mundo equipada com uma transmissão automática de duas velocidades.

Além disso, ela foi “projetada para fornecer experiências de condução sensacionais que mudam a percepção das pessoas sobre motocicletas elétricas.”

De fato, o desenho da KYMCO F9 é diferente do tradicional, bem agressivo e aerodinâmico, que “corta” o vento. A rabeta é extremamente curta, passando a impressão de uma ‘street fighter’. Não parece ser muito confortável para o passageiro.

Outro ponto de destaque é o uso de pneus largos, sendo 110/80-14 na dianteira e 140/70-14 na traseira.

A KYMCO inovou e fez o chassi dessa scooter com um design único, utilizando a bateria como parte da estrutura. Com isso, ela pesa apenas 107 kg.

Com o câmbio de duas velocidades, a marca diz que essa é a primeira transmissão automática de duas velocidades do mundo projetada especificamente para scooters elétricas, o que melhora a eficiência do motor e entrega de potência. Não há informação se há a opção de troca de marcha de modo manual.

A KYMCO F9 é equipada com um motor elétrico de 9.4kW e 3,0 kgfm de torque, e bateria Lithium-ion de 96V / 40Ah. Com o conjunto, é possível ir de 0 a 50 km/h em 3 segundos e atingir a velocidade máxima de 110 km/h. A autonomia é de 120 km com uma carga (de acordo com a marca) e o tempo de carregamento é de 2 horas.

Enfim, para quem gosta de scooter e curte uma pegada esportiva, esta KYMCO F9 pode ser uma boa opção. Apesar da marca já vender alguns modelos aqui no Brasil (o lançamento mais recente foi a AK 550), a F9 não tem previsão de sair da Ásia e Europa.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Categorias
Cotidiano Honda Marcas Notícias Principal

Honda ADV 150 é lançada no Brasil: Scooter aventureira de 150cc por R$ 17.490

A Honda lançou no Brasil sua scooter aventureira de baixa cilindrada, a ADV 150, por R$ 17.490 + frete. O modelo é inspirado na X-ADV, sua scooter aventureira de 750cc, e tinha sido apresentado no Salão Duas Rodas 2019.

A Honda ADV 150 foi lançada na Indonésia e chega para ser a porta de entrada nessa nova categoria de scooters, com capacidade para superar alguns obstáculos.

O design é totalmente baseado na “irmã” maior de 750cc, X-ADV, com ângulos bem definidos, agressivo e futurista. Traz faróis duplos horizontais com linhas de LED nas laterais para a iluminação diurna (DRL) e posição de pilotagem bem ereta.

O foco dessa nova scooter é o uso na cidade, enfrentando o asfalto esburacado, lombadas e valetas. Mas, é possível sim encarar estradinhas de terra batida e vencer alguns obstáculos leves.

Isso fica evidenciado pelos pneus de uso misto, de medidas 110/80-14 na dianteira e 130/70-13 na traseira, e pela altura livre do solo, de 165mm (a PCX, por exemplo, possui apenas 137mm).

Além disso, as suspensões também dão conta do recado, sendo do tipo motocicleta na dianteira e dois amortecedores com reservatório de gás externo, na traseira (da conceituada marca Showa).

Mais itens comumente utilizados em motocicletas presentes nesta scooter são o guidão cônico e o para-lama traseiro.

Item inédito numa scooter de 150cc é o grande para-brisa ajustável, que é facilmente operado e pode ser ajustado em dois níveis.

Conjunto mecânico e tecnologia

A Honda ADV 150 2021 possui motor monocilíndrico de 150 cm³ com refrigeração líquida, capaz de gerar até 13,2 CV de potência máxima a 8.500 rpm e 1,38 kgfm de torque a 6.500 rpm. Ele ainda é equipado com o sistema ‘Idling Stop’, que desliga a scooter nas paradas dos semáforos, para economizar combustível.

O câmbio é automático do tipo V – MATIC (CVT), a capacidade do tanque de combustível é de 8 litros, a altura do assento é de 795mm e o peso seco é de apenas 127 kg.

Ela possui disco de freio de 240mm na dianteira com ABS e 220mm na traseira. Além disso, toda a iluminação é em LED (faróis, lanternas e piscas), possuindo até pisca-alerta.

Outros destaques do modelo são: painel totalmente digital em LCD (inspirado na X-ADV), espaço embaixo do banco com 28 litros de capacidade, sistema ‘Smart Key’ para partida sem chave, sistema de alarme e tomada 12V.

Preço

A Honda ADV 150 2021 possui um preço público sugerido de R$ 17.490 + frete (base Estado de São Paulo), e conta com 3 anos de garantia + óleo Pro Honda grátis* em 7 revisões (*O fornecimento gratuito do óleo é válido a partir da 3ª revisão).

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Categorias
Cotidiano Honda Marcas Notícias

Honda X-ADV 2021 é lançada na Europa: mais potente, leve e divertida

A Honda lançou na Europa o modelo 2021 da X-ADV, sua scooter aventureira de 750 cc. Ela chega com design revisado, motor mais potente, mais leve e divertida de pilotar.

A Honda X-ADV 2021 teve design levemente revisado, com linhas mais afiadas e ângulos mais definidos. Além disso, ela ganhou novos faróis em LED com DRL (Daytime Running Light – Iluminação diurna).

O painel também é novo, totalmente digital em TFT colorido de 5 polegadas, que permite a gestão dos modos de pilotagem através do interruptor de seleção no punho esquerdo, contando ainda com conexão com Smartphone.

O espaço sob o assento aumenta o volume em 1L, para um total de 22L, acomodando um capacete ‘full-face’, e é iluminado com um LED integral. Uma tomada de carregamento USB substitui a tomada 12V.

Além disso, ela ganhou acelerador eletrônico (Throttle By Wire), com 4 modos de pilotagem mais um modo customizado pelo usuário.

Novo conjunto mecânico, com motor mais potente

A Honda X-ADV 2021 ganhou um novo conjunto mecânico, com novo motor e chassi.

O motor revisado ficou 1,4kg mais leve e, graças a um atraso finamente balanceado para a sincronização da válvula, além da adição do acelerador eletrônico e melhorias no escapamento, o motor entrega mais potência em rotações mais altas, atingindo 7.000 rpm de início da marca vermelha.

A potência de pico é elevada em 3kW para 43,1kW (57,8 CV) a 6.750 rpm, com torque máximo de 7,0 kgfm a 4.750 rpm. Junto com o aumento de desempenho estão as relações de marcha mais curtas (1ª, 2ª e 3ª), e alongadas (4ª, 5ª e 6ª).

O chassi foi revisado e ficou 1kg mais leve que a geração anterior, contribuindo para a redução de peso total. Além disso, permitiu um aumento no compartimento sob o banco.

Enfim, a nova Honda X-ADV 2021 chega às lojas da Europa nas cores Grand Prix Red (Vermelho), Graphite Black (Preto grafite), Matt Beta Silver Metallic (Prata-metálico fosco) e Pearl Mud Gray (Cinza-perolizado). Não há previsão de alteração no modelo brasileiro.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Categorias
Marcas Notícias Principal Yamaha

Yamaha NMax 160 2021 totalmente renovada é lançada no Brasil

A Yamaha lançou no Brasil o modelo 2021 da NMax 160 ABS totalmente renovada. Ela chega com novos faróis e lanternas em LED, novo painel e novo motor.

A nova Yamaha NMax 160 ABS 2021 manteve boa parte do design “Maxi”, mas adotou novos faróis, com uma separação horizontal dos fachos alto e baixo, em LED, funcionando como luz diurna.

Na traseira, as lanternas, também em LED, ganharam formato parecido com os da “irmã” maior XMax 300 (XMax 250 aqui no Brasil), deixando o modelo com uma aparência mais “premium”.

De acordo com a Yamaha, a nova NMax 160 recebeu melhorias no motor, com uma nova caixa do filtro de ar e pistão da YZF-R15, além de receber o sistema “Start Stop”, que desliga o motor nas paradas dos semáforos para economizar combustível.

Além disso, o modelo recebeu um novo chassi (quadro), vem com suspensão traseira recalibrada, novo assento mais amplo, espaço de armazenagem para capacete ‘full’ e maior espaço de apoio para os pés.

Conjunto mecânico, tanque e painel

Apesar das melhorias no motor, os dados de potência e torque permanecem praticamente os mesmos. O motor de 1 cilindro de 155 cm³ com refrigeração líquida, é capaz de gerar até 15,4 CV de potência máxima e 1,4 kgfm de torque.

Outra melhoria foi na capacidade do tanque de combustível, que agora passa a ser de 7,1 litros, ou seja, 0,5 litro a mais que o modelo anterior.

O painel de instrumentos é novo, totalmente digital em LCD, no formato retangular com as laterais curvadas para dentro. Além disso, há também sistema de partida sem chave, tomada 12V, ABS de dois canais e novas cores, incluindo azul-metálico, preto-fosco e branco-metálico.

Enfim, a nova Yamaha NMax 160 ABS 2021 possui um preço público sugerido de R$ 14.990 mais frete (base Estado de São Paulo).

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Categorias
Honda Marcas Notícias

Honda Forza 350 2021 é lançada na Europa: modelo substitui a Forza 300

A Honda lançou na Europa a maxiscooter Forza 350 2021, uma evolução da Forza 300. Ela chega com motor maior, novo escapamento, caixa do filtro de ar maior e um novo radiador.

A Honda Forza 350 2021 possui um motor de 330 cm³, o suficiente para gerar 16% a mais de potência máxima que a geração anterior. Além disso, há um aumento de 6% no top speed.

O motor monocilíndrico de 330 cm³ com refrigeração líquida, agora é capaz de gerar até 28,8 CV de potência máxima e 3,18 kgfm de torque. De acordo com a Honda, o consumo é de 30 km/L e o top speed de 137 km/h.

Pequenas alterações e melhorias no design

Atualizações cosméticas e aerodinâmicas foram aplicadas às laterais da carenagem dianteira, espelhos, painéis laterais traseiros e cobertura do motor para uma aparência geral mais elegante com ainda mais apelo premium.

O chassi em si não foi alterado, mas agora se conecta a um braço oscilante mais leve e o para-brisa elétrico se ajusta com um curso extra de 40 mm para melhorar a proteção contra o vento.

Além disso, o painel de instrumentos também foi atualizado, e o piloto agora tem a possibilidade de se conectar ao seu smartphone via Bluetooth com o novo sistema Honda Smartphone Voice Control. Um soquete USB substitui o carregador ACC.

Scooter para estrada

A Honda Forza 350 é uma scooter do tipo “Maxi” e estilo “GT”, ou seja, possui características de estradeira, sendo uma moto ligeira, compacta e ágil, sem perder o conforto e desempenho.

É considerada de “luxo”, e concorre com a Yamaha XMax 300 (que lançou no Brasil a XMax 250). No Brasil, há também a Kymco Downtown 300i ABS (29,7 CV de potência por R$ 26.900).

Algumas características a deixam com um “ar” esportivo, como as carenagens e os espelhos retrovisores, fixos na própria carenagem.

A Honda Forza 350 não deixa nada a desejar. Possui o seletor de torque (HSTC – Honda Selectable Torque Control), ABS, iluminação Full-LED, painel digital com mostradores analógicos e para-brisas ajustável eletricamente. Os piscas dianteiros ficam embutidos nos espelhos retrovisores.

Espaço também é o que não falta: há espaço sob o banco para até dois capacetes integrais e mais objetos, além de uma tomada USB.

Enfim, a Honda trouxe a Forza 300 ao último Salão Duas Rodas 2019, atraindo bastante atenção mas, ainda não há confirmação se este modelo será lançado no mercado brasileiro. Com a Forza 350, talvez a marca mude de planos.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares: