Prefeitura de São Paulo suspende corridas de moto em Interlagos, após mortes

Compartilhar

A Prefeitura de São Paulo suspendeu todas as corridas de moto no Autódromo de Interlagos. A decisão veio após a 2ª morte neste ano e após montadoras como Honda, Yamaha e Kawasaki suspenderem a participação no SuperBike Brasil, e vale por 60 dias.

A Prefeitura diz que aguarda garantias de segurança dos organizadores do evento. Após esses desdobramentos, na quarta-feira (29), o SuperBike Brasil informou que a quarta etapa da competição, marcada para 16 de junho, está adiada.

Leia a nota oficial da Prefeitura de São Paulo:

“A Prefeitura de São Paulo informa que, por conta do último e lamentável episódio ocorrido no Autódromo de Interlagos, no dia 26 de maio, que resultou na morte do piloto Danilo Berto, decidiu suspender preventivamente, por 60 dias, todos os eventos de motociclismo naquele local. Só serão permitidos eventos de passeio, com velocidade controlada e sem caráter competitivo.

A suspensão será mantida até que os promotores e organizadores dos eventos apresentem novas garantias de segurança, como vistorias em equipamentos e motos, certificação dos pilotos, medidas de resgates e relatório de bafômetro, entre outras exigências.

Após a fatalidade ocorrida anteriormente, no dia 14 de abril, o Autódromo já havia exigido dos organizadores – além das obrigações prévias de segurança, previstas no contrato e no padrão Federação Internacional de Motociclismo (FIM) – um Atestado de Responsabilidade Técnica (ART) assinado por um engenheiro responsável, avaliando a segurança da pista para cada prova.

Vale destacar que o Autódromo de Interlagos já recebeu, nos últimos 10 anos, cerca de 18 mil competidores e participantes dos eventos de motociclismo, num total de 300 etapas realizadas em 761 dias.”

Enfim, no último domingo (26), Danilo Berto, da equipe PRT (Pitico Racing Team), morreu após ter sofrido um acidente no aquecimento (warm-up) para a corrida, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Ele foi levado ainda com vida ao hospital, mas não resistiu.

Em abril, o piloto Mauricio Paludete, conhecido como “linguiça”, também sofreu um acidente em Interlagos, após a bandeirada, quando continuou acelerando e colidiu com a barreira de pneus, na entrada do “S” do Senna. Ele também foi levado ao hospital, mas não resistiu.

foto: divulgação

fonte

Veja também os Mais Populares:

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo