MotoGP | Etapa da Argentina teve de tudo, inclusive Marquez irresponsável

Compartilhar

Após fim de semana de tempo ruim na Argentina, pódio foi inesperado.

A MotoGP chegou à Argentina e encontrou um tempo adverso. Choveu bastante no final de semana, o que deixou os treinos e a corrida sob tensão. Qualquer erro custaria uma saída da pista.

Já na classificação, com a pista secando nos minutos finais, Jack Miller, piloto da Alma Pramac Racing (que utiliza moto Ducati) colocou pneus para pista seca e no último momento, conseguiu fechar uma volta espetacular, marcando a pole position.

No dia da corrida, o tempo continuava ruim. Já tinha chovido e no momento da largada, partes da pista estavam molhadas e outras já secas. De novo, Jack Miller tinha decidido sair com pneus pra pista seca, enquanto todos os outros saíram dos pits com pneus de chuva. Após darem uma volta pra testar a pista, todos que estavam com pneus de chuva retornaram aos pits para colocar os slicks.

Como somente Jack Miller ficou na formação para a largada, começou uma confusão entre os representantes dos outros times e a organização, e após muita discussão, decidiram que esses outros que retornaram aos pits largariam algumas posições atrás de Jack Miller.

Segundos antes da bandeira verde, a moto do Marc Marquez morreu e ele saiu correndo e empurrando a moto pra fazer pegar, e após conseguir, voltou com ela pra sua posição. Dada a largada, Marquez, com seu estilo agressivo, rapidamente assumiu a ponta da corrida e abria.

Os fiscais de prova deram um “ride through” – ou passada pelos boxes – ao Marquez, pois “de acordo com a regra, ele pilotou na contramão na formação da largada”. Com isso, Marquez voltou quase no final do pelotão. Não demorou muito até começar recuperar rapidamente as posições. Só que ele estava sem paciência e em algumas retomadas de posição, acabava colocando os outros pilotos em perigo, como por exemplo, com Aleix Espargaro, quando praticamente o colocou pra fora da pista.

motogp argentina marquez espargaro

Foi desse jeito até ele chegar no Valentino Rossi que ocupava a 6ª posição. De novo, numa manobra arriscada e irresponsável (de acordo com os comissários da prova), ele colocou o piloto da Yamaha pra fora da pista, que chegou a cair pois atingiu a grama molhada. Com a queda, Valentino terminou a prova na 19ª posição. Com isso, esses mesmos comissários deram mais uma penalização ao piloto da Honda: adição de 30 segundos ao tempo final e, com isso, Marc Marquez terminou na 18ª posição.

motogp argentina rossi

Quem não quis saber desses problemas, foi Jack Miller que liderou a maior parte da prova, mas nas voltas finais, “brigou” com Johann Zarco, Cal Crutchlow e Alex Rins e terminou na 4ª posição.

Felizardo mesmo foi Cal Crutchlow, que saiu vitorioso dessa “briga” e somou excelentes 25 pontos no campeonato, assumindo assim a liderança, com 38 pontos, 3 a mais que Andrea Dovizioso. Fecharam o pódio Zarco e Alex Rins.

Veja o resultado da corrida:

Veja a classificação:

Na Moto2, o brasileiro Eric Granado não conseguiu fazer uma boa prova e terminou na última posição. A prova foi vencida por Mattia Pasini que assumiu a ponta do campeonato.

A MotoGP volta no dia 22 de Abril com o GP dos Estados Unidos no Circuito das Américas e terá transmissão ao vivo pelo canais SporTv.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo