BMW lança superesportiva M 1000 RR: mais potente, leve e com ‘asas’

Compartilhar

A BMW lançou a M 1000 RR, sua superesportiva focada nas pistas, baseada no modelo S 1000 RR. Ela chega com motor mais potente, mais leve e até com ‘asas’ aerodinâmicas.

A linha ‘M’ da BMW se refere à ‘Motosport’, divisão de corridas da marca, com desenvolvimento, especialmente, de carros. A M 1000 RR é o primeiro modelo ‘M’ da BMW Motorrad baseado na S 1000 RR, disponível mundialmente.

Com as melhorias no motor, a M 1000 RR é capaz de gerar até 212 CV de potência máxima (contra 207 CV da S 1000 RR). Além disso, a rotação máxima subiu para 15.100 rpm, com pico da potência em 14.500 rpm e do torque (11,5 kgfm) em 11.000 rpm.

bmw m 1000 rr

Com o uso de mais elementos em fibra de carbono e titânio, o peso bruto caiu para apenas 192 kg (contra 197 kg da S 1000 RR ‘standard’). Além disso, o modelo utiliza a nova corrente com diamante BMW M Endurance, que não precisa ser lubrificada nem tensionada.

Por fim, com a adoção de ‘asas’ aerodinâmicas nas carenagens laterais dianteiras e uma bolha mais alta, foi possível obter mais contato com o asfalto, tanto na aceleração quanto nas frenagens e nas curvas, permitindo diminuir os tempos de volta, mas mantendo a velocidade máxima (top speed).

bmw m 1000 rr

Os destaques da nova BMW M 1000 RR

• Motor de quatro cilindros baseado no motor RR para corrida. Ainda mais potência, maior torque na faixa média e 500 rpm a mais.

• Potência de 212 CV a 14.500 rpm e, portanto, 5 CV a mais do que na S 1000 RR. Torque máximo de 11,5 kgfm a 11.000 rpm.

• 2 novos anéis de vedação de pistão forjados, 12 g mais leve, câmara de combustão adaptada e compressão aumentada para 13,5. Além disso, balancins mais finos e leves.

• Portas de admissão totalmente usinadas com nova geometria de duto e tecnologia BMW ShiftCam para variar o tempo de controle e levantamento da válvula.

bmw m 1000 rr asas

• Válvulas em titânio, do lado do escape com novo conjunto de molas, balancins mais estreitos e 6% mais leves e árvores de cames otimizadas.

• Bloco do motor muito leve e compacto com bielas de titânio mais compridas e 85 g mais leves da Pankl para potência de fricção reduzida e menos peso.

• Embreagem anti-salto sem auto-reforço para ótimo controle de largada.

• Sistema de admissão diferenciado otimizado com funis de admissão mais curtos para troca de gás otimizada em altas velocidades de rotação.

• Novo sistema de escapamento de 3.657 g, mais leve, com coletor de escapamento, silenciador frontal e silenciador traseiro em titânio.

bmw m 1000 rr tanque

• ‘Asas’ M e para-brisas alto: Frenagem mais tarde e aceleração mais cedo e mais estabilidade nas curvas graças à melhora aerodinâmica sem qualquer redução da velocidade máxima.

• Modos de condução “Chuva”, “Estrada”, “Dinâmico”, “Corrida” e “Race Pro1-3” e a última geração do Controle Dinâmico de Tração (DTC) e função DTC com rodas com caixa de sensor de 6 eixos.

• Duas curvas de aceleração ajustáveis ​​para características de resposta ideais. Freio motor com torque de arrasto ajustável em três vezes no modo “Race Pro”.

• Shift Assistant Pro para aumentar e diminuir as marchas sem embreagem. Reversibilidade simples do padrão de mudança para uso em pista de corrida.

• Controle de largada para largadas de corrida perfeitas e Pit-Lane-Limiter para velocidade precisa no pit lane.

bmw m 1000 rr cockpit

• Hill Start Control Pro para uma largada conveniente em declives.

• Projeto do chassi aparado para uso em pista de corrida com geometria modificada, distribuição otimizada da carga das rodas e ajuste estendido do ponto de articulação do braço oscilante.

• Suspensão dianteira invertida otimizada e suporte de mola central revisado com cinemática Full Floater Pro.

• Freios ‘M’ pela primeira vez na BMW Motorrad: A M 1000 RR com desempenho de frenagem máximo para a pista de corrida.

• Rodas de carbono ‘M’: componentes de alta tecnologia elegantes para desempenho máximo em pista de corrida e estrada.

• Conjunto de instrumentos com display TFT colorido de 6,5 polegadas, animação inicial com logotipo ‘M’ e interface OBD que pode ser usada com o código de ativação para o registrador de dados M GPS e o laptrigger M GPS.

• Bateria ‘M’ leve, tomada de carregamento USB na parte traseira, unidades de luz LED integradas e manoplas aquecidas.

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Compartilhar

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site MotoNews Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos e tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo